O ex-pastor principal da Igreja Hillsong de Nova York, Carl Lentz, demitido no mês passado por conta de “questões de liderança” e de um caso de adultério, irá se submeter a um tratamento para “depressão, ansiedade e esgotamento pastoral”.

A revista de celebridades People ouviu de uma fonte, que pediu a preservação de sua identidade, que o pastor Carl Lentz, 42 anos, irá se submeter a um “tratamento em um ambulatório especializado em depressão, ansiedade e esgotamento pastoral”.

Em uma declaração sobre a demissão de Lentz no mês passado, o pastor fundador da Hillsong, Brian Houston, declarou que não considerava apropriado entrar em detalhes do afastamento de Carl Lentz, mas disse que a demissão do pastor havia sido definida devido a “problemas de liderança e violação de confiança, além de uma revelação recente de falhas morais”.

Conforme informações do portal The Christian Post, na última semana, a imprensa internacional noticiou sobre uma gravação de áudio feita pelo pastor Brian Houston dirigindo-se aos líderes da igreja e principais membros, dizendo que Carl Lentz teve “mais de um caso” antes de sua eventual demissão.

Os casos foram “significativos”, na visão de Houston, que salientou que Lentz possuía um histórico de “mau comportamento moral”.

A infidelidade do pastor da cidade de Nova York à sua esposa foi descoberta depois que um membro da equipe da igreja encontrou mensagens de texto comprometedoras em seu computador.

A pivô do escândalo foi a designer Ranin Karim, muçulmana, que afirmou posteriormente que ela teve um caso de um mês com o pastor, que teria dito apenas seu primeiro nome e dito ser um agente esportivo, omitindo seu sacerdócio.

Explicações

Lentz culpou sua queda por sua falha em “proteger meu próprio espírito, reabastecer minha própria alma e buscar a ajuda disponível que está disponível”. A publicação no Instagram, em geral, se resume a uma confissão de sua falha, mas não menciona um possível quadro de depressão.

“Quando você lidera de um lugar vazio, você faz escolhas que têm consequências reais e dolorosas. Fui infiel em meu casamento, o relacionamento mais importante da minha vida, e fui responsável por isso. Essa falha é minha, e apenas eu, e assumo total responsabilidade por minhas ações ”, escreveu Carl Lentz.

A revista People ouviu de sua fonte que o pastor Lentz está focado em reparar seu relacionamento com sua esposa, Laura, com quem ele se casou em 2003, e seus três filhos: “Ele quer ser melhor para sua família e se dedica a fazer o trabalho”, detalhou a fonte anônima.

“Sua família o está apoiando e espera que sua privacidade seja respeitada nesta jornada. Ele não tem má vontade para com a igreja e reconhece que eles precisavam tomar alguma providência para resolver seus erros”, acrescentou, corroborando declarações anteriores do próprio pastor sobre a compreensão com a decisão de sua demissão.





Gospel Mais

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here